Cultura

Neste fim de semana, a Cia As Clês conta histórias de montão para as crianças e família

Atrizes Junia Magi e Beatriz Diaféria (Crédito: Divulgação)

Quem nunca se desentendeu com um familiar amado, que atire a primeira pedra! Neste fim de semana, a Cia As Clês vai contar como essas “desavenças” do universo mitológico explicam o mundo que conhecemos hoje. No sábado, dia 23, às 14h, no Sesc Interlagos, elas apresentam a contação “O dia em que tudo escureceu”, inspirada na história de Amaterasu (deusa Sol) que brigou com o seu irmão Suzano (deus Oceano) e simplesmente apagou a luz do mundo. Já no domingo, dia 24, às 16h, na Biblioteca Parque Villa-Lobos, equipamento cultural da Secretaria do Estado da Cultura, com a história “A ascensão de Zeus”, elas contam como Zeus enfrentou seu pai Cronos para seguir o seu destino.

 

Apesar de todas essas desavenças, a existência dos mitos não aconteceu de maneira aleatória. Foi o famoso psicólogo Carl Jung que descobriu na mitologia um universo de arquétipos para o autoconhecimento humano. “Para o homem moderno, os eventos podem ser explicados através de relações causais perceptíveis. Já o homem primitivo, que tem uma visão mágica do mundo, explica tais eventos através de termos não perceptíveis, sobrenaturais. A crença nos poderes sobrenaturais, nas sociedades arcaicas, é devida, em parte, às projeções do inconsciente sobre o mundo físico, de tal maneira que não há distinção entre as projeções e o mundo objetivo”, afirma a pesquisadora Gabriella Gomes Cortes em artigo publicado pelo Instituto Junguiano do Rio de Janeiro.

 

Os mitos apresentados pelas Clês falam sobre tristezas, descobertas e escolhas, temas comuns da vida e que muitas vezes as pessoas possuem dificuldades para lidar. O público, tanto infantil quanto adulto, será capaz de absorver essa experiência e olhar para si com reflexão e generosidade.

 

Atrizes Junia Magi e Beatriz Diaféria (Crédito: Divulgação)

Sobre As Clês

O grupo As Clês foi fundado em 2012, pelas atrizes Beatriz Diaféria e Junia Magi, com a intenção de trazer ao público infantil toda a riqueza de histórias, significados e aprendizados presentes nas mais diversas mitologias construídas por grupos humanos em inúmeras épocas. Tendo como um de seus pilares principais a proximidade no contato das crianças, a escolha pela contação se torna mais que um meio, mas um fim em si mesma. Além da escolha pela contação, esse interesse pela aproximação pode ser percebido na interatividade oferecida através do diálogo com as crianças e com a realidade cotidiana que as cerca. A ideia de trazer temas universais tão presentes nas mitologias de forma leve e atual tem como objetivo principal a abertura da discussão destes temas para a criança, deslocando-os às personagens para que possam ser debatidos sem pudores, travas ou medos.

 

Beatriz Diaféria: integrante do grupo As Clês, é atriz formada pelo Teatro-Escola Célia Helena e Comunicadora Social, formada pela FAAP. Faz parte do grupo de teatro Le Plat du Jour, onde encena a peça João e Maria. Atuou na série da TV Cultura “Terra Dois” dirigida por Mika Lins e Ricardo Elias. É fundadora do canal de YouTube Yo Ban Boo, que aborda cultura, preconceitos e representatividade asiática na sociedade. Também participou de peças como “Moritz, ternos e eletrodomésticos”, dirigida por Nelson Baskerville, “Nuestra Señora de las Nubes”, dirigida por Hugo Villavicenzio, “Cuidado: Garoto Apaixonado”, apresentado em diversas unidades do Sesc, além de “Histórias de lá, do lado de cá”, sobre os mitos da cultura japonesa e indígena, apresentado também em diversas unidades do Sesc.

 

Junia Magi: integrante do grupo As Clês, é atriz formada pelo Teatro Escola Célia Helena, artista do corpo pela ETEC de Artes e licenciada em Arte Teatro pela UNESP. Como atriz, faz parte da Cia Le Plat Du Jour e também desenvolve diversos trabalhos na parte plástica do teatro, por meio de criação e operação de luz em espetáculos. É oficineira de teatro para um núcleo de moradores em situação de rua. Teve passagem pelo Chiquitas Teresas, grupo que pesquisa o teatro infantil e bonecos, apresentou-se em diversas escolas, hospitais e unidades do Sesc. Atuou em “Moritz, ternos e eletrodoméstico”, com direção de Nelson Baskerville, e  “Maçã no Escuro”, do Coletivo Teresas, grupo de teatro feminista. Também ministra aulas de artes e teatro no ensino formal, além de pesquisar a cultura popular e seus desdobramentos estéticos.

 

Sinopse O dia em que tudo escureceu

Pepita e Pirita, duas pedrinhas muito antigas, contam a história da deusa do Sol, Amaterasu. Depois de uma briga com o seu irmão, a deusa se esconde, acabando com a luz do dia. Como foi feito para salvar o mundo da escuridão eterna?

Duração: 40 minutos

 

Sinopse A ascensão de Zeus

Duas ninfas, Plêiades e Limnátides, mais conhecidas como Clês, resgatam sua memória e trazem o mito da ascensão de Zeus, perseguido por seu pai, Cronos, quando este descobriu que o filho seria o próximo supremo deus do Olimpo.

Duração: 40 minutos

 

Serviço

Sesc Interlagos

Data: 23/09

Horário: 14h

Espaço: Sede Social

Entrada: Grátis

Endereço: Av. Manoel Alves Soares, 1100 – Cep. 04821-270

Estacionamento: R$ 12,00 Credenciados | R$ 24,00 visitantes

 

Biblioteca Parque Villa-Lobos

Data: 24/09

Horário: 16h

Entrada: Grátis

Endereço: Av. Queiroz Filho, 1205 – Alto de Pinheiros, São Paulo